segunda-feira, fevereiro 21

Sol ou Chuva?


Se faz sol vejo o cabelo mais claro, mais ruivo... mais dourado
olhos brilhantes... apertados
Se chove o corpo se entrega a chuva
Pupilas dilatadas...
Corações quentes
acelerados
amarrados...

Reflexos de vida
passando na calçada...
entrando na janela...
pingos de chuva me dando bom dia...
Acorda menina... ou esculta deitada a canção que fiz
A canção de bom dia
sente o cheiro da chuva...
ele é o seu café da manha
Ahh não... não precisa me abraçar esse hora
É frio e meu amor não é apressado...
O sol vai querer te aquecer mais tarde
Fique a vontade
Eu entenderei
Entenderei também se não quiseres molhar teus cabelos em mim mais tarde...
talvez tenha chegado tarde
ou cedo de mais

cedo...
tão cedo e tão tarde

2 comentários:

Camila só disse...

Amei o poema! E principalmente a contradição "chuva e sol" e "cedo e tarde" simplismente muito criativo. É como seu sempre digo, o sol brilha feito louco bem em sua janela, só há de aproveitar. Se o dia for pra chuva, dá pra aproveitar também. Beijos.

Marina Cavalcanti disse...

Eu quero uma chuva bem forte,com um vento mais forte ainda...eu quero um abraço apertado para esquentar de fora pra dentro enquanto meu coração esquenta de dentro pra fora..e eu também quero o sol brilhando pra colocar um óculos escuro,protetor solar e aproveitar.. com uma cerveja na mesa ou um sorvete,aproveitar..